sexta-feira, 24 de junho de 2016

Tributo ao Poeta João neste sábado

O poeta JOÃO CARLOS CÔRTES TEIXEIRA (que também foi advogado, professor e vereador) nasceu em 24 de junho de 1945 - exatamente dia de São João, padroeiro de sua cidade, Nova Friburgo (RJ), fundada também por outro João, o "Rei Dom".

Com tantos dons, o menino João virou poeta e também Rei, rei de seu povo e de sua gente. Conquistou amigos, companheiros e seguidores, numa época em que estava longe de existir as atuais, modernas e (polêmicas) redes sociais.

Carismático e boa gente, apesar de seu "jeitão", bom papo e melhor poeta, João acabou por incorporar-se como personagem ao cenário de sua terra. O banco da praça Getúlio Vargas, que ele tanto frequentou, conversando, debatendo, compondo ou declamando poesias, sob a inspiração de pássaros e árvores, acabou ganhando o seu nome "Banco do Poeta João Carlos Côrtes Teixeira (e acordo com a lei municipal 3241/2003), localizado em frente à rua Ernesto Brasílio/antigo Fórum Julio Vieira Zamith, onde era seu 'point' junto com a famosa "Turma do Galeria Bar".

Não haveria melhor lugar para eternizar o poeta que foi jurista - numa praça, em frente ao antigo Palácio da Justiça.

O Poeta João viveu pouco mais de meio século, mas intensamente. De tradicional família de educadores friburguenses, nasceu no dia do padroeiro São João, e faleceu no dia de outro Santo, em 20 de janeiro de 2001, de São Sebastião.

Girlan Guilland

Neste sábado, 25, às 15h30, na Praça Getúlio Vargas, todos estão convidados a homenagear o poeta João Carlos.

Um comentário:

Rogerio .Silva disse...

Grande João Sapão .. meu professor ! Participei como músico na Banda do Galeria onde João era um entusiasta. " Chora bananeira, bananeira chora, chora bananeira meu amor não vai embora "