domingo, 21 de maio de 2017

Vacinação contra a Febre Aftosa em Cordeiro

Produtores devem vacinar o rebanho até o final de maio

Desde o mês de fevereiro, o secretário de Agricultura de Cordeiro, Márcio Sauerbronn, tem chamado a atenção dos pecuaristas sobre a 1ª Etapa da Campanha de Vacinação contra a Febre Aftosa, cujo encerramento será no final de maio.

 O intuito é garantir a vacinação e imunização de bovinos e bubalinos de todas as idades e trabalhar para que os 90% de cobertura do rebanho local alcançados no ano passado possam ser superados. Vale lembrar que deve ser vacinado todo rebanho bovídeos (bovinos e bubalinos).

Sobre a vacinação é fundamental os criadores estarem atentos aos procedimentos para a vacinação, que deve ser aplicada no período mais fresco do dia, com a vacina mantida em temperatura adequada, entre dois e oito graus, para que não congele e ou fique em temperatura elevada, causando perda na eficácia, e ainda observar os cuidados com a limpeza e higiene de seringas e agulhas utilizadas.

Os produtores que não vacinarem o rebanho poderão até mesmo ter a propriedade interditada e ficar impedidos de comercializar animais e produtos, como leite e carne, além de receber notificação para a regularização da vacinação compulsória dos seus animais com acompanhamento do serviço oficial de defesa e um auto de infração por animal não vacinado dentro do prazo.

Restam poucos dias até o final da campanha e para sanar as dúvidas os pecuaristas podem procurar a Defesa Sanitária Animal, no ‘Palácio de Cristal’, no Parque de Exposições Raul Veiga. 

Chamo a atenção dos pecuaristas por se tratar de uma forma de prevenção para que mantenham um rebanho saudável e assim evitem qualquer tipo de prejuízo que nesse momento de crise seria ainda mais prejudicial”, alerta Márcio Sauerbronn.

Nenhum comentário: