domingo, 9 de julho de 2017

Nova Friburgo: pontos turísticos e belezas naturais são atrativos em potencial no inverno

Conhecida como a “Suíça Brasileira”, Nova Friburgo ganhou esse rótulo não apenas por conta do clima, mas também pela história de colonização. Entre 1819 e 1820, a região foi habitada por 100 famílias suíças e, desde então, passou a receber imigrantes de toda a Europa, até que, em 1890, tornou-se oficialmente uma cidade.

Com o tempo, a economia foi se fortalecendo e os turistas se sentiram cada vez mais atraídos por tudo que Nova Friburgo tem a oferecer. A cidade já foi considerada a capital da moda íntima, tem a indústria têxtil como uma das principais atividades e é também referência no polo metalmecânico.

Nesta época do ano, as cidades da Região Serrana registram temperaturas baixíssimas, e no último fim de semana – ainda nos primeiros dias do inverno – Nova Friburgo chegou a registrar a menor temperatura do Brasil: 2,2 graus, de acordo com o Instituto de Meteorologia (Inmet).

Habitualmente, a alta temporada na região atrai centenas de turistas e, Nova Friburgo, referência em qualidade de hospedagem, gastronomia e variados atrativos, começa a se preparar para receber os visitantes.

Reduto dos amantes de ecoturismo e apreciadores dos esportes de aventura, as conhecidas trilhas da cidade, acompanhadas pela Mata Atlântica, levam os turistas até cachoeiras e mirantes incríveis.São inúmeros pontos e uma beleza natural invejável.


Dentre os atrativos, a área verde do Nova Friburgo Country Clube; o Encontro dos Rios e o Poço Feio, ambos em Lumiar; as exímias esculturas do Jardim do Nêgo; o Teleférico do Suspiro; o Pico da Caledônia; a Casa Suíça e a Chocolataria Suíça; o Colégio Anchieta e o Parque Municipal Juarez Frotté.

Além desses, também existem as atividades ao ar livre como canoagem e rapel; arvorismo e tirolesa; rafting; e excursões com caminhada e acampamento. E há ainda, as lojas especializadas e de suvenir; e as programações culturais que incluem o belíssimo Teatro Municipal Laercio Rangel Ventura, responsável por números expressivos de lotação de plateia nos últimos meses.

A gastronomia é um caso à parte. Os tradicionais pratos europeus e as referências brasileiras fazem da comida local uma experiência singular. Restaurantes alemães oferecem excelentes pratos e uma extensa carta de cervejas com rótulos do mundo todo. Na época da colonização, os suíços trouxeram a tradição do chocolate. Daí a realização do Festival do Chocolate, que acontece anualmente na cidade.

Nova Friburgo, realmente, não deixa nada a desejar no que diz respeito à exuberância em todas as suas vertentes. Focada na geração de negócios, no fortalecimento e divulgação do turismo em âmbito nacional e internacional, a cidade busca o desenvolvimento sustentável, com destaque para as inovações tecnológicas. Visando o impacto positivo em toda a cadeia produtiva, o grande objetivo deste projeto é o fomento da economia e o desenvolvimento do município.

Um comentário:

Gilberto Sader disse...

Nova Friburgo, uma cidade tão especial que após a imensa tragédia de 2011, os mais otimistas diziam que essa cidade só começaria sua retomada a partir dos dez anos seguintes (2021), entretanto, essa fantástica cidade dava provas em apenas dois anos seguintes (2013), que já estava "entrando nos trilhos". Parabéns, aos friburguenses amantes deste recanto do céu que fizeram sua parte!
ISTO É NOVA FRIBURGOI!!!